Publicado por: ligiagiatti | abril 17, 2007

Batuque

BATUQUES DE TERREIRO

O processo de deslocamento das populações negras do campo para as ciumbigada.jpgdades iniciado após a abolição trouxe muitas danças ancestrais para as periferias da região Sudeste. Uma delas é o “Batuque de Umbigada”

Duas filas se defrontam, uma de mulheres e outra de homens. Perto dos dançadores estão os batuqueiros que soltam as modas, ou seja, cantam as músicas. A fileira dos homens vai até a das mulheres cantando a moda para ensina-las e após diversos galanteios, os homens vêm trocar umbigada com as mulheres, e ai o baile começa pra valer!

O movimento da umbigada é notado em danças cerimoniais de fertilidade e núpcias da região Congo-Alagoana.

As modas, canções do batuque, consistem em uma crônica cantada da comunidade – sua história passada e recente, seus valores morais, seu entorno social. Criadas no repente ou buscadas nas tradições, elas tecem comentários acerca de pessoas e fatos conhecidos pelo grupo, não raro em tom jocoso e servindo-se de uma linguagem rica em metáforas. Muito frequênte é a temática do amor e do relacionamento conjugal. Outros assuntos são memórias do cativeiro, a resistência e crítica ao racismo e outras formas de opressão social e política e louvações.
Nas louvações, as almas dos ancestrais revivem junto as entidades espirituais do panteão umbandista: amarram-se, assim, as pontas da história cultural e religiosa dessa gente afro-brasileira.



Anúncios

Categorias

%d blogueiros gostam disto: